Seu browser não suporta JavaScript!

  Belíssimos ipês-amarelos em plena floração podem ser vistos na entrada do estacionamento sul do CET-UnB e em diversos outros pontos do campus universitário e de Brasília. Seus cachos de flores amarelas cobrem as copas desfolhadas, atraem insetos e aves polinizadoras e enfeitam as cidades, matas e cerrados. A floração em Brasília ocorre de julho a setembro e os belos ipês destacam-se na paisagem seca e acinzentada.

Há mais de dez espécies de ipês-amarelos e muitas outras de várias cores, como os ipês branco, rosa e roxo. Todos são utilizados amplamente no paisagismo da capital federal.

A madeira dos ipês é muito pesada, dura e de longa durabilidade mesmo em condições favoráveis ao apodrecimento. É própria para usos externos, como postes de cercas e dormentes, para diversas aplicações na construção civil e para confeccionar peças torneadas, como bolas de boliche e cabos de ferramentas. Os ipês também possuem inúmeras propriedades medicinais.

 
 Podem ser utilizados com as funções antidiarréicas, antiinflamatórias, antiinfecciosas, antitumorais, febrífugas e cicatrizantes. 

IPÊ-AMARELO - Família: Bignoniaceae
Nome Científico: Tabebuia sp
Nomes Comuns: ipê-amarelo, caraíba, pau-d'arco, piúva (no pantanal), e muitos outros dependendo do local e da espécie.

Centro de Excelência em Turismo Campus Universitário Darcy Ribeiro, Brasília - CEP 70904-970 Telefone ( 61)3107 5955
Copyright © 2014 Universidade de Brasília. Todos os direitos reservados.