Governo lança Política Nacional de Qualificação no Turismo

Diretrizes foram traçadas com base em pesquisa coordenada pelo Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília. Estudo foi realizado pelos programas de pós-graduação em turismo de universidades públicas das cinco regiões do país

 

29/3/2018 - O governo federal lançou nesta terça-feira (27) a Política Nacional de Qualificação no Turismo (PNQT). Resultado de ampla consulta a trabalhadores, empresários, ONGs e gestores do setor, o documento traz diretrizes para o país alcançar a excelência no atendimento ao turista. 

Segundo o MTur, as diretrizes descritas no documento estão alinhadas às metas globais do Plano Nacional de Turismo (PNT), também divulgadas nesta terça-feira, durante reunião do Conselho Nacional de Turismo.

“Avançamos muito no campo da qualificação profissional no último ano”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão, durante a abertura da sessão. Entre os avanços, o ministro citou cursos oferecidos pelo Pronatec, bolsas de estudos no exterior e capacitação de gestores públicos. 

Beltrão destacou a contribuição da Universidade de Brasília na elaboração da PNQT e reforçou que “a política dá continuidade aos esforços empreendidos pelo Ministério do Turismo para melhorar os serviços prestados aos turistas”. 

“É preciso qualificar quem trabalha na área para que haja um crescimento no setor. Os cursos precisam estar em sintonia com as inovações. Sem qualificação não é possível avançar”, reiterou o coordenador-geral da Câmara de Qualificação Antonio Henrique Borges Paula. 

Na ocasião, foram apresentados os resultados dos trabalhos das demais Câmaras Temáticas do CNT (Turismo Responsável, Legislação, Reformulação do CNT e Regionalização). 

 

Reunião da Câmara Temática de Qualificação no Ministério do Turismo (Foto: Divulgação/MTur)

 

Câmara Temática - Na manhã de terça-feira (27), durante a 2ª Reunião Ordinária da Câmara Temática de Qualificação, a Política Nacional de Qualificação no Turismo (PNQT) foi apresentada às entidades do setor pelos pesquisadores do Centro de Excelência em Turismo (CET) da UnB responsáveis pela elaboração do documento. 

O diretor do CET, Neio Campos, destacou a participação de diversos atores na formulação da PNQT. Além da equipe técnica dos Ministérios do Turismo, Educação e Trabalho, foram ouvidos instrutores e egressos dos cursos, gestores e entidades do setor, em todo o território nacional. Campos ressaltou que o trabalho não teria sido possível sem a formação de uma ampla rede de pesquisadores. “Representamos os programas de pós-graduação em turismo das universidades federais de todo o país”, disse. 

O professor do CET Luiz Carlos Spiller falou sobre o processo de formulação da PNQT, suas principais diretrizes, princípios, estratégias de implementação, estrutura de gestão, forma de execução, planejamento, monitoramento e avaliação. 

“A política partiu de estudos sobre o cenário da qualificação no Brasil e da identificação dos nós críticos [entraves] para o desenvolvimento da qualificação no turismo”, explicou. Segundo o professor, foram identificados problemas na qualidade pedagógica - métodos de ensino, conteúdos e carga horária, por exemplo -, assim como no planejamento e gestão dos cursos. 

“A educação profissional representa uma construção social, um direito do cidadão e uma política pública para o desenvolvimento sustentável de um território e, para ser bem sucedida, requer articulação de diversas instâncias e visão emancipadora”, observou Spiller, ao citar premissas da política.

O presidente da Federação Nacional dos Guias de Turismo (Fenagtur), Henrique Dantas, destacou a importância da requalificação profissional. “Há profissionais atuando há mais de vinte anos que nunca foram requalificados.” 

Vera Lêda Morais, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Turismo e Hospitalidade (Contratuh), ressaltou a necessidade de se regulamentar a fiscalização dos serviços e o representante da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) Mário Nascimento apontou que a importância do turismo para o desenvolvimento social e econômico do país pode ser ensinada nas escolas desde cedo.

“Após quatro anos de trabalho, a política foi lançada, com o grande desafio de mapear ocupações e ofertar cursos de atualização em sintonia com o mercado de trabalho”, disse a coordenadora técnica da Câmara de Qualificação, Neuza Portugal. 

 

Saiba mais:

>> Brasil ganha Política Nacional de Qualificação no Turismo

Centro de Excelência em Turismo Campus Universitário Darcy Ribeiro, Brasília - CEP 70904-970 Telefone ( 61)3107 5955
Copyright © 2014 Universidade de Brasília. Todos os direitos reservados.